Eu sou

Minha foto
Campos dos Goytacazes, RJ, Brazil
Google

23 de dezembro de 2007

Olá, Zé!

Uma oração não precisa necessariamente ser longa. Gostei demais dessa mensagem. Por isso estou deixando aqui para vocês.
Ao meio-dia, um pobre velho entrava numa Igreja e, poucos minutos depois, saía.Um dia, o sacristão perguntou-lhe o que vinha fazer, pois havia objetos de valor na Igreja.

- Venho orar, respondeu o velho.

- Mas é estranho que você consiga orar tão depressa! - disse o sacristão.

- Bem, retrucou o velho, eu não sei recitar aquelas orações compridas.Mas, diariamente, ao meio-dia eu entro nesta Igreja e só falo:"Oi, Jesus! É o Zé!"E em um minuto, já estou de saída.É só uma oraçãozinha, mas tenho certeza de que Ele me ouve.

Alguns dias depois, o Zé sofreu um acidente e foi internado num hospital. Na enfermaria, passou a exercer uma grande influência sobre todos. Os doentes mais tristes tornaram-se alegres, e muitas pessoas arrasadas passaram a ser ouvidas.

Disse-lhe, um dia, a Irmã:

- Os outros doentes falam que foi você que mudou tudo aqui na enfermaria. Eles dizem que você está sempre tão alegre...

- É verdade, Irmã, estou sempre alegre. É por causa daquela visita que recebo todos os dias, trazendo-me felicidade.

A Irmã ficou atônita. Já notara que a cadeira encostada na cama do Zé estava sempre vazia. Ele era um velho solitário.

- Que visita? A que horas?

- Diariamente, ao meio-dia - respondeu o Zé, com brilhos nos olhos. Ele vem, fica ao pé da cama. Quando olho para Ele, sorri e diz:"Olá Zé! É o Jesus"

Um comentário:

Ricardo disse...

Elba, excelente a estória do Zé, pois, ter fé e acrditar no que não se pode ver. Confesso que meus olhos lacrimejaram.

Obrigado. Abraço, Ricardo

Ciência e Saúde / Science and Health

Cinema / Cinema

INFO Online

JB Online

La Insignia - Derechos Humanos

Mente e Cérebro

Moda / Fashion